Execução:
Apoio:
Financiamento:
Central de Monitoramento
Apoio aos Tutores
Contatos

Sobre o Curso

I Curso de Pós-Graduação (Especialização) em Saúde da Família, a distância - Turma 2


Coordenadora Geral da UNA-SUS UFPE: Cristine Martins Gomes de Gusmão

Coordenadora Técnica da UNA-SUS UFPE: Josiane Lemos Machiavelli

Início: 18 de novembro de 2013

Duração: 11 meses

Número de vagas: 320

Público-alvo: médicos vinculados ao Programa Mais Médicos para o Brasil, 1º ciclo e 1ª etapa do 2º ciclo

Carga horária: as atividades de ensino totalizarão 450 horas/aula.



Funcionamento

O ambiente virtual de aprendizagem (AVA) estará a disposição dos estudantes, professores e tutores todos os dias da semana, incluindo finais de semana e feriados, 24 horas por dia. Os materiais didáticos e atividades referentes às disciplinas serão disponibilizados no ambiente virtual e preveem a dedicação, por parte dos estudantes, de, pelo menos, 8 horas semanais de estudo. Ou seja, a maioria das atividades serão desenvolvidas a distância, pelo AVA.

Dentro do prazo estipulado para conclusão das atividades e de acordo com o guia de estudos sugerido pelos professores, o cronograma de estudos deverá ser definido pelo próprio estudante. Para o desenvolvimento das atividades, os estudantes contarão com apoio e orientação dos tutores.


Encontro presencial

O curso contará com apenas um encontro presencial, que acontecerá de forma descentralizada: Recife, Caruaru, Serra Talhada, Petrolina e Campina Grande. Os estudantes serão informados previamente para qual polo deverão se dirigir. Para isso, será considerado o estado no qual os estudantes atuam e, no caso de Pernambuco, a GERES à qual o município está vinculado. A participação no encontro presencial é obrigatória.

Os objetivos do encontro presencial são: i) realização da recuperação caso algum estudante tenha reprovado no eixo 2 do curso; ii) e apresentação do trabalho de conclusão de curso.

Todas as demais atividades serão realizadas via ambiente virtual de aprendizagem, de forma assíncrona, possibilitando ao estudante realizá-las no momento que lhe for mais conveniente, respeitando o cronograma definido pelo(s) professor(es) de cada disciplina e disponíveis no AVA.


Diretrizes do curso

Serão trabalhadas as seguintes diretrizes durante a execução do curso:
  • Estimular ampla discussão sobre o processo de trabalho em saúde e a realidade social dos estudantes;
  • Desenvolver o curso de acordo com os princípios da educação no trabalho, estimulando a troca de experiências entre os estudantes, professores, tutores e os profissionais que estão no serviço, possibilitando a reflexão da prática e a criação de espaços para aproximação e integração ensino-serviço;
  • Desenvolver experiência no uso de novas tecnologias educacionais, na qual os estudantes sejam responsáveis pela sua aprendizagem, propiciando uma formação crítico-reflexiva;
  • Propiciar avaliações participativas para que, professores, tutores, estudantes e trabalhadores da saúde, sejam coparticipes na formação do profissional para atuar na Estratégia Saúde da Família.


Perfil do egresso

Espera-se que os egressos sejam capazes de desenvolver competências e habilidades de:
  • Desenvolver atenção integral que impacte na situação de saúde e autonomia das pessoas e nos determinantes e condicionantes de saúde das coletividades;
  • Adscrever os usuários e desenvolver relações de vínculo e responsabilização entre a população adscrita e os profissionais de saúde, garantindo a continuidade das ações de saúde e o cuidado longitudinal;
  • Acolher os usuários e humanizar a atenção;
  • Fomentar ações que visem ampliar as práticas individuais e coletivas de promoção, prevenção e recuperação da saúde;
  • Atuar, de forma integrada e planejada, identificando problemas e propondo intervenções, de acordo com critérios previamente estabelecidos, com objetivo de melhorar a realidade do território e as condições de trabalho;
  • Realizar ações multiprofissionais e interdisciplinares, desenvolvendo a responsabilidade compartilhada;
  • Fortalecer o uso dos sistemas de informação da atenção primária de acordo com suas responsabilidades na Estratégia de Saúde da Família;
  • Melhorar a qualidade do uso dos sistemas de informação como ferramenta de gestão na atenção primária;
  • Planejar e avaliar o desenvolvimento e a implementação das ações e a medida de seu impacto sobre a situação de saúde, por meio de indicadores previamente estabelecidos;
  • Contribuir para a reorientação do modelo de atenção e de gestão com base nos fundamentos e diretrizes do processo de trabalho da Estratégia de Saúde da Família;
  • Reconhecer a atenção primária em saúde como uma área fundamental para a formação e atuação do profissional de saúde;
  • Utilizar metodologias que enfoquem a problematização, o diagnóstico participativo e o ensino a distância no processo ensino-aprendizagem em saúde.


Eixos e disciplinas

O curso está estruturado com 12 disciplinas, que totalizam 30 créditos. Veja no quadro a seguir a matriz curricular, o cronograma e os professores responsáveis.

EIXO 1

Disciplina

Carga horária

Créditos

Período de realização

Professor(es) responsável(is)

Introdução à Educação a Distância e ao Ambiente Virtual de Aprendizagem

30h

2

18/11/2013 a 10/12/2013 Sandra de Albuquerque Siebra (Doutora)

Josiane Lemos Machiavelli (Mestre)

Saúde e Sociedade

45h

3

11/12/2013 a 14/01/2014
Albanita Gomes da Costa de Ceballos (Doutora)
Maria Ilk Nunes de Albuquerque (Doutora)

Conceitos e Ferramentas da Epidemiologia

30h

2

15/01/2014 a 11/02/2014
Viviane Cristina Fonseca da Silva Jardim (Mestre)
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família

30h

2

12/02/2014 a 11/03/2014 Vitor Hugo Lima Barreto (Mestre)

Vilma Costa de Macêdo (Mestre)

Pesquisa e Uso da Informação em Saúde (Unidade 1)

10h

0

12/03/2014 a 25/03/2014 Májory Karoline Fernandes de Oliveira Miranda (Doutora)

Anna Karla de Oliveira Tito Borba (Mestre)

Camila Padilha Barbosa (Mestre)

Avaliação na Estratégia Saúde da Família

15h

1

26/03/2014 a 08/04/2014 Vilma Costa de Macêdo (Mestre)    

Educação Popular em Saúde

15h

1

09/04/2014 a 22/04/2014 Estela Maria Leite Meirelles Monteiro (Doutora)

Prova do eixo 1: 11 a 22/04/2014. Será feita pelo AVA.

EIXO 2

Disciplina

Carga horária

Créditos

Período de realização

Professor(es) responsável(is)

Pesquisa e Uso da Informação em Saúde (Unidade 2)

10h

0

23/04/2014 a 06/05/2014

Májory Karoline Fernandes de Oliveira Miranda (Doutora)

Anna Karla de Oliveira Tito Borba (Mestre)

Camila Padilha Barbosa (Mestre)

Saúde da Criança

45h

3

07/05/2013 a 10/06/2014

Vilma Costa de Macêdo (Mestre)

Vitor Hugo Lima Barreto (Mestre)

Recuperação do Eixo I - Será feita pelo AVA: 02/06/2014 (somente os reprovados em disciplinas do Eixo 1 deverão participar)

Pesquisa e Uso da Informação em Saúde (Unidade 3)

10h

2

11/06/2014 a 24/06/2014

Májory Karoline Fernandes de Oliveira Miranda (Doutora)

Anna Karla de Oliveira Tito Borba (Mestre)

Camila Padilha Barbosa (Mestre)

Saúde do Adolescente e do Jovem

45h

3

11/06/2014 a 08/07/2014


Betinha Cordeiro Fernandes (Doutora)

Saúde do Adulto I

45h

3

09/07/2014 a 05/08/2014

Patrícia Pereira da Silva (Mestre)

Vitor Hugo Lima Barreto (Mestre)

Saúde do Adulto II

75h

5

06/08/2014 a 09/09/2014

Vitor Hugo Lima Barreto (Mestre)

Fábia Alexandra Pottes Alves (Mestre)

Queliane Gomes da Silva Carvalho (Mestre)

Saúde do Idoso

45h

3

10/09/2014 a 07/10/2014

Fábia Alexandra Pottes Alves (Mestre)

Vitor Hugo Lima Barreto (Mestre)

Prova do Eixo 2 - Será feita pelo AVA: 08/10 a 14/10/2014

Encontro Presencial - Recuperação do Eixo 2 e Apresentação do TCC: 24/10/2014 - Recife, 27/10/2014 - Campina Grande, 29/10/2014 - Caruaru, Serra Talhada e Petrolina

 



Formas de avaliação dos estudantes

Serão contemplados os seguintes tipos de avaliação:
  • Avaliação formativa: será composta por atividades a serem entregues (postadas) por meio do ambiente virtual de aprendizagem ou realizadas diretamente nele. Essa avaliação constituirá 60% da nota do estudante. As avaliações serão corrigidas automaticamente pelo AVA (quando as questões forem objetivas) ou pelos tutores, que deverão dar retorno apropriado de forma que os estudantes saibam onde erraram e recebam orientação do que fazer para melhorar seu desempenho. Adicionalmente, os estudantes serão avaliados pela interação com tutores e demais colegas;
  • Avaliação somativa: será composta por provas realizadas ao final do eixo 1 e eixo 2. As provas serão feitas pelo AVA. Essas avaliações serão quantificáveis e valerão 40% da nota final de cada disciplina do eixo a qual elas se referirem. É importante ressaltar que as disciplinas Introdução à Educação a Distância e ao Ambiente Virtual de Aprendizagem, Pesquisa e Uso da Informação em Saúde e Educação em Saúde não serão abordadas nas avaliações somativas. Logo, nestas disciplinas a nota final da disciplina será composta apenas pela nota da avaliação formativa;
  • Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): o trabalho deverá ser aprovado pelo orientador, apresentado e aprovado pela banca examinadora durante o encontro presencial.

Ao estudante que não puder participar de alguma(s) atividade(s) prevista(s), independente do motivo (ex: doença, acidente, falta de conectividade, problemas pessoais, etc.), serão dadas as seguintes oportunidades:
  • Avaliações formativas (atividades das disciplinas): participar do período de reposição, que sempre acontecerá nos primeiros 15 dias subsequentes à data de encerramento das disciplinas. Neste caso, a nota máxima na(s) atividade(s) será 7,0 (sete), independente do motivo que tenha levado o estudante a não participar da(s) atividade(s). É importante ressaltar que o período de reposição acontecerá paralelamente à nova disciplina;
  • Avaliações somativas (provas): será feita uma 2ª chamada e a data será divulgada no AVA.


Critérios de avaliação e aproveitamento das disciplinas

Será exigida a execução de, no mínimo, 75% das atividades acadêmicas propostas no ambiente virtual de aprendizado, dentro dos prazos definidos pelos professores e tutores. O acompanhamento do aluno será feito por meio da verificação dos acessos e participação nas atividades propostas.
Os estudantes também deverão estar presentes no encontro presencial, pois a participação é obrigatória.

Considerar-se-á aprovado no curso e será concedido o título de especialista em Saúde da Família ao estudante que:
  • Cumprir pelo menos 75% (setenta e cinco por cento) das atividades propostas no ambiente virtual de aprendizagem;
  • Tiver participado do encontro presencial, salvo nos casos devidamente justificados*;
  • Tiver média igual ou maior que 7,0 (sete) na nota final de cada disciplina desenvolvida**;
  • Tiver apresentado o Trabalho de Conclusão de Curso nos formatos escrito e oral, e tiver sido aprovado com nota não inferior a 7 (sete).

(*) Será concedido abono de falta somente em casos de doenças infectocontagiosas, por força de determinação legal (militares da ativa) ou em consequência de acidente no curso da gestação ou do parto, desde que devidamente comprovado por meio de atestado médico. Para mais informações, consultar: Lei Nº 6.202, de 17 de abril de 1975; Decreto-lei Nº 1.044, de 21 de outubro de 1969; Decreto-lei Nº 715, de 30 de julho de 1969.
(**) Ao estudante que, independente do motivo, for reprovado em uma ou mais disciplinas, será oferecida a oportunidade de recuperação. As datas da recuperação estão informadas no calendário do curso. A atividade de recuperação englobará todos os conteúdos do eixo correspondente, independentemente de o estudante ter reprovado em uma ou várias disciplinas. A média final do estudante será: média final obtida antes da recuperação + nota da recuperação dividido por dois. O resultado final deverá ser igual ou maior que 7,0 (sete). Caso contrário, o estudante estará reprovado e não haverá outra forma de recuperar a nota.


Relatórios mensais apresentados ao Ministério da Saúde

Mensalmente a coordenação apresentará relatórios ao Ministério da Saúde informando a frequência e o desempenho do estudante no curso, conforme critérios apresentados a seguir:
  • Frequência: participação nas atividades propostas no ambiente virtual de aprendizagem;
  • Desempenho: notas iguais ou maiores que sete nas atividades desenvolvidas no mês em questão.


Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

O TCC será desenvolvido no formato de Projeto de Intervenção. O estudante deverá:
  • Identificar um problema real, inserido no ambiente de trabalho ou território de abrangência da sua unidade de saúde, no qual gostaria de intervir;
  • Apresentar um levantamento dos recursos disponíveis no estado e no município para a resolução do problema identificado;
  • Apresentar uma proposta de intervenção e acompanhamento das ações, baseada em referencial teórico.

A proposta poderá ter características educativas, administrativas ou assistenciais. O trabalho teórico deverá ser entregue ao final do curso, conforme orientações que serão fornecidas pelos professores, e a apresentação oral será feita durante o segundo encontro presencial, perante banca examinadora. Para o desenvolvimento do trabalho, os estudantes serão acompanhados, a distância, por um docente orientador com titulação mínima de Mestre, designado pela coordenação do curso.

O estudante será considerado aprovado se tiver apresentado o TCC nos formatos escrito e oral, e tiver obtido nota final igual ou superior a 7,0 (sete).



Certificação pela Universidade Federal de Pernambuco

A obtenção do certificado de conclusão de curso está condicionado ao aluno obter aprovação em todas as disciplinas do curso (ou seja, a média final de cada disciplina deve ser igual ou maior que 7,0) e obter aprovação na defesa do seu trabalho de conclusão de curso (a nota também deverá ser igual ou maior que 7,0).